Colégios estaduais promovem treinamento e recebem insumos e melhorias
19/02/2021 - 17:01

Professores, diretores e pedagogos dos colégios estaduais do Paraná prosseguiram, nesta quinta (18) e sexta-feira (19), com os encontros dos dias de estudo e planejamento para o ano letivo de 2021. Ontem, os docentes passaram por uma capacitação para o uso do novo RCO – Registro de Classe On-line, um sistema de registro da frequência e das atividades desenvolvidas pelos alunos. Nesta sexta eles fazem um treinamento direcionado aos protocolos de biossegurança.

“Acredito que os professores estão vindo com muita expectativa para os treinamentos por causa das mudanças todas”, diz Emerson Kucharski, professor de Educação Física do Colégio Estadual Paula Gomes, em Curitiba. “Na disciplina de Educação Física o foco foi na parte teórica. Ainda estamos pensando em novidades para este ano. O importante é manter a ideia de que tirar o estudante da rotina traz resultados”, ressalta.

Além da preparação dos educadores e colaboradores das escolas, outras medidas vêm sendo tomadas para garantir o retorno seguro às aulas presenciais. O Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional (Fundepar) efetivou diversas ações para que as mais de 2,1 mil escolas estaduais estejam com condições adequadas para receber os mais de 1 milhão de estudantes da Rede Estadual de Ensino

ALIMENTAÇÃO – A Fundepar investiu cerca de R$ 14,8 milhões na primeira remessa de alimentação escolar para as escolas estaduais, abastecendo os estoques dos colégios com mais de 2 mil toneladas de alimentos. A remessa tem em torno de 30 variedades de produtos não perecíveis (arroz, fubá, açúcar, cereal, feijão, leite em pó integral, macarrão, biscoito, óleo de soja), além de 200 toneladas de congelados que devem ser entregues até 26 de fevereiro, antes do início das atividades presenciais.

A chamada pública realizada também garante os produtos da agricultura familiar. Serão investidos cerca de R$ 75 milhões para aquisição de produtos de associações e cooperativas de pequenos agricultores. A primeira entrega está prevista para março.

TRANSPORTE ESCOLAR - Na última semana foram repassados cerca de R$ 14 milhões para os 399 municípios, referentes à primeira parcela do Programa Estadual do Transporte Escolar (Pete). O repasse que normalmente acontecia após o início do ano letivo foi antecipado para contribuir com o serviço executado pelas prefeituras, garantindo o acesso à escola para cerca de 200 mil estudantes da rede.

OBRAS – Quando as aulas iniciarem haverá 171 obras em andamento em todo o Estado. O investimento chega a R$ 125 milhões para reparos, ampliações e construção de novas unidades. As intervenções não impedem que as atividades presenciais aconteçam, uma vez que há planejamento para adequar os espaços.

FUNDO ROTATIVO - Também foi liberada na semana passada a primeira parcela das cotas normais de consumo e de serviço para todas as escolas estaduais. São cerca de R$ 15 milhões repassados pelo Fundo Rotativo, programa que busca viabilizar e agilizar a execução de pequenos reparos e serviços, além da aquisição de materiais de consumo e de materiais permanentes.

RCO 2.0 - O novo Registro de Classe On-line disponibiliza aos professores, além do registro de frequência e atividades dos alunos, planos de aulas organizados de acordo com unidade temática, conteúdos, conhecimentos prévios e objetivos. Para cada plano de aula o professor terá uma lista de recursos didáticos metodológicos, incluindo link de videoaula, link de apresentação eletrônica, link de lista de exercícios e link de outras atividades, como museus virtuais e plataformas que podem contribuir para a prática pedagógica.

Fonte: ANPr.

Últimas Notícias