Conselho de Administração da Fundepar se reúne
29/05/2020 - 15:47

O diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional – Fundepar, José Maria Ferreira, apresentou os balanços e demonstrativos da prestação de contas e aplicações de recursos orçamentários de 2019 da entidade durante reunião ordinária do Conselho de Administração da Fundepar, realizada na quarta-feira (27), em Curitiba.

“A reunião é resultado da ética e da transparência, características que são inerentes a todas as entidades estaduais que têm como objetivo o de atender as demandas da sociedade. E nadas mais coerente do que demonstrar como estão nossas atividades e o seu cumprimento para a educação do Paraná”, comentou José Maria.

Em 2019 foram aplicados mais de R$ 127,8 milhões para garantir a alimentação escolar, quase R$ 190 milhões em obras de infraestrutura escolar; mais R$ 130 milhões para o transporte escolar e cerca de R$ 105 milhões para aquisição de materiais e equipamentos. Além do repasse de cerca de R$ 116 milhões para as mais de 2,1 escolas estaduais pelo programa Fundo Rotativo.

Os impactos da pandemia da Covid 19 nas atividades do Instituto Fundepar também foram apresentados durante a reunião ordinária. Principalmente na necessidade de reorganização da alimentação escolar, cujos produtos forma distribuídos a mais de 230 mil famílias de estudantes cadastradas em programas sociais. E a manutenção da compra de itens da agricultura familiar.

O Instituto é uma entidade autárquica com autonomia técnica, administrativa e financeira que integra a administração indireta do Estado e está vinculado à Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Tem por finalidade incentivar e amparar o desenvolvimento e a difusão das atividades educacionais no Paraná.

Ao Conselho de Administração cabe a aprovação prévia de planos e programas de trabalho; de orçamento de despesas e de investimentos; de intenções de contratação de empréstimos; entre outras ações.

Além de diretores e gerentes do Instituto Fundepar, participaram o presidente do Conselho - secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder; e a procuradora procuradora-geral do Estado, Letícia Ferreira da Silva; além da conselheira Eliane Carmona (Fundepar) e Rafael Halila,representante da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística.

Os conselheiros não recebem remuneração pelo desempenho da função de membros do Conselho, sendo considerado serviço relevante prestado ao Estado.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias