Governo e Klabin discutem reforma de colégio em Telêmaco Borba
07/10/2020 - 09:02

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta terça-feira (6) de uma reunião, por videoconferência, com o diretor-geral da Klabin, Cristiano Teixeira, para alinhar os detalhes da reforma do Colégio Estadual Wolff Klabin, de Telêmaco Borba, nos Campos Gerais. O colégio atende alunos dos ensinos Fundamental, Médio, Normal e Profissional. As obras iniciaram no final de setembro e são fruto de uma parceria entre a companhia, o Governo do Estado, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e o Núcleo Regional de Educação de Telêmaco Borba.

Com a revitalização, o maior colégio do município será o primeiro nos Campos Gerais a contar com um laboratório de robótica. A construção e a aquisição dos equipamentos para a montagem do laboratório estão previstas no projeto, assim como a reforma das salas de aula, do auditório, do ginásio de esporte e da biblioteca.

Também estão contempladas a instalação de um sistema de monitoramento e segurança, a restauração completa do sistema elétrico e ampla reforma da quadra poliesportiva. A previsão é que as obras sejam finalizadas em fevereiro do ano que vem.

Ratinho Junior destacou que esta não é a primeira vez que a fabricante de celulose contribui com a educação do Paraná. Em fevereiro deste ano, foi inaugurado o Centro Estadual de Educação Profissional Florestal e Agrícola de Ortigueira, a primeira escola técnica de operação florestal do Brasil. Com investimento de R$ 35 milhões e capacidade para atender até 800 estudantes, a unidade foi construída em parceria entre o Governo do Estado do Paraná, a prefeitura de Ortigueira e a Klabin.

“A Klabin tem uma grande preocupação com a educação do Brasil e é uma parceira estratégica do Paraná nesta área. A empresa investe muito em projetos para melhorar a qualidade educacional, na construção de escolas técnicas”, ressaltou o governador. “Mais uma vez, a empresa faz um investimento robusto para a revitalização de uma escola, desta vez o Wolff Klabin, para melhorar o ambiente escolar e proporcionar aos estudantes uma modernização no ensino. Agradecemos a Klabin por investir tanto na educação do Paraná”, afirmou.

O diretor-geral da Klabin explicou que o processo de planejamento da obra passou por uma discussão com a comunidade escolar e a negociação com a Secretaria de Educação para definir as prioridades da reforma.

“A Klabin é uma empresa cidadã, que acredita que a educação é um dos pilares de desenvolvimento do País. Ao longo de sua história no Paraná, a empresa desenvolveu iniciativas para o aprimoramento da educação, práticas esportivas e de cidadania. Em diálogo e alinhamento com as comunidades, o Estado prioriza o destino dos recursos e a Klabin viabiliza o apoio”, disse o diretor-geral da empresa, Cristiano Teixeira. “E investir em educação é contribuir com um projeto perene, que traz um retorno muito positivo para a sociedade”, afirmou.

COLÉGIO – O Colégio Wolff Klabin atende atualmente 1.514 estudantes e também oferece curso de formação de docentes (Magistério) e os cursos técnicos em Enfermagem e Segurança do Trabalho. Ao todo, 137 servidores trabalham no espaço, 78 deles professores.

O secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder, ressaltou que o projeto no colégio vem em um momento em que toda a rede estadual passa por uma modernização, com a inclusão de cursos de programação, ensino de matemática por meio games e a inclusão de disciplinas de educação financeira. “Nosso time trabalhou junto com a Klabin para definir todos os trâmites que envolvem o projeto, que vai ajudar na modernização do nosso ensino”, explicou Feder.

“Estamos em uma caminhada para fazer da educação do Paraná uma das melhores do mundo, temos essa ambição. Para isso, trabalhamos muito com projeto inovadores, como o próprio laboratório de robótica que o Wolff Klabin passará a ter”, salientou o secretário. “Já temos alunos participando de cursos de programação, mas no ano que vem, as aulas serão ampliadas e teremos 200 mil estudantes programando computadores, e todo o Ensino Médio terá, na grade escolar, aulas de matemática e educação financeira, seremos o primeiro estado brasileiro com esta disciplina”, disse.

IDEB – Além da reforma, a escola também foi incluída, ainda no início do ano, ao projeto Klabin Semeando Educação, para fortalecer a gestão escolar do Wolff Klabin neste período de renovação.

O projeto já é realizado em outras 65 escolas estaduais e municipais de Telêmaco Borba, Ortigueira e Imbaú, prestando uma consultoria pedagógica na área de gestão escolar, com foco nos eixos de avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

As escolas estaduais que participaram do Semeando Educação em sua primeira fase, de 2017 a 2018, tiveram uma evolução média de 23% no resultado do Ideb de 2017.

O governador destacou houve uma evolução em todo o Estado no índice que avalia a qualidade da educação no País. “O Paraná estava desde 2005 na sétima colocação do Ideb e demos um salto no ano passado, ficando entre os três melhores estados do País. Fomos o Estado com o maior crescimento, graças ao trabalho das nossas escolas e núcleos de educação. Mas nossa meta é avançar ainda mais e ter a melhor qualidade de ensino do Brasil”, afirmou.

PRESENÇAS – Também acompanharam a reunião o vice-governador Darci Piana; o diretor-presidente da Fundepar, Alessandro Oliveira; a chefe do Núcleo Regional de Educação de Telêmaco Borba, Sueli Martins; e a diretora do Colégio Wolff Klabin, Ionara Orso.

BOX
Execução da obra conta com protocolos de cuidado à Covid-19

As mudanças impostas pela pandemia do novo coronavírus alteraram o cronograma de finalização dos ajustes do convênio entre o Governo do Estado e a Klabin e trouxeram a necessidade de planejar as adequações para atender os protocolos de saúde, prevenção e segurança dos colaboradores, do ambiente escolar e da comunidade.

A empresa permanece alinhada às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e todas as etapas da reforma são acompanhadas por comitês médicos e de monitoramento da companhia, priorizando a manutenção da saúde e o bem-estar de todos até a conclusão dos trabalhos, prevista para fevereiro de 2021.

Nesse início da obra, serão mobilizados 25 profissionais e, no pico da reforma, serão mais 15. Todos os colaboradores contratados são residentes de Telêmaco Borba, testaram negativo para o exame de Covid-19 e possuem convênio médico, como prevê a regra contratual da Klabin com empresas terceiras.

Diariamente, na entrada e na saída, é feita a medição de temperatura corporal de todos os profissionais, que serão divididos ao longo dos trabalhos de uma maneira que facilitará o distanciamento. Além disso, foram entregues máscaras e álcool em gel para uso em tempo integral.

O serviço de alimentação ocorrerá de forma individualizada, entregue em marmitas, e as refeições serão consumidas em ambientes internos já definidos, com mesas distantes umas das outras, evitando a proximidade e o contato. Frascos de álcool em gel estão distribuídos pela escola e os ambientes receberão higienização frequente, assim como os maquinários e das ferramentas.

Respeitando o distanciamento, a empresa organizou uma reunião de integração, na qual foram repassadas todas as orientações e os protocolos de saúde, prevenção e cuidado ativo individual e com os colegas, já estabelecidos pela companhia e que vigoram em todas as suas unidades, além do reforço de atenção para a segurança do trânsito local, a importância do colégio e do projeto de reforma.

 

Fonte: ANPr

Últimas Notícias